Os aviões autônomos estão chegando

Você já deve ter ouvido falar que, no futuro, os carros serão pilotados por computadores e sem o auxílio de um motorista físico. Na verdade, isso já é uma “realidade” em teste para alguns usuários da Uber nos EUA.

Em 2016, a empresa, em parceria com a Volvo, disponibilizou cem unidades do Volvo XC90 para testes autônomos na cidade de Pittsburgh, oferecendo corridas de graça com carros que dirigiam sozinhos. Mas como essa era ainda uma fase de testes, um motorista estava sempre atrás do volante caso algo desse errado.

Entre 2019 e 2021, a promessa é de que a empresa coloque na rua 24 mil unidades autônomas e operantes nos EUA.

Mas a novidade, ao melhor estilo de filmes de ficção, é sobre o investimento de empresas, como a Boeing, em aviões autônomos e que podem começar a circular em um futuro próximo. O mercado já começa a pensar na ideia de táxis aéreos como algo palpável.Enxergando uma oportunidade de pioneirismo, a Uber já fechou uma parceria com a empresa de aviação autônoma Aurora Flight Sciences Corporation e com a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa Norte-Americana para entregar, até 2020, as primeiras 50 aeronaves autônomas para testes. 

Tudo dando certo, é uma solução e tanto para acabar com o trânsito das grandes cidades. Resta saber se essa novidade ainda chega ao Brasil.