Caminhos para o futuro da mobilidade urbana

Se tem uma coisa que afeta do porteiro ao CEO, é a mobilidade urbana. Cidades lotadas, congestionamento e uma ansiedade para saber quais serão os caminhos para melhorar esse cenário. Afinal, de acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas) até 2050 duas em cada três pessoas viverão em áreas urbanas.

Por isso, alternativas de transporte já estão em planejamento e, algumas, até em teste. O carro elétrico, por exemplo, é uma aposta para melhorar a qualidade do ar nas cidades, pois não emite CO². E por falar em carros, a inteligência artificial no painel dos carros, para que o motorista consiga ver todos os obstáculos da pista é outra expectativa das montadoras para reduzir os acidentes, que além de salvar vidas, ainda impacta diretamente na melhora da mobilidade.

E lembra quando falávamos de carros voadores? Pois é, eles estão para chegar. Não no formato dos Jetsons, mas em forma de drones que transportam pessoas, que também serão conhecidos como táxis voadores para desafogar o trânsito e permitir que as pessoas cheguem em seus compromissos em menos tempo.

 O carro autônomo também é um dos modais de transporte mais aguardados dos últimos tempos. E esse ano teremos a oportunidade de ver os testes de uma montadora japonesa, nos jogos de Tóquio.

E o quinto e não menos importante, são as cidades se transformarem em cidades inteligentes. Elas também precisam evoluir. Com eletrificação de frota de ônibus, patinetes, triciclos, consolidação do 5G, tecnologia e planos bem executados de mobilidade urbana.

A Estapar disponibiliza vagas para carregamento de automóveis elétricos e híbridos, que estão distribuídas em diversas cidades brasileiras, confira no link: https://www.estapar.com.br/postos-de-recarga

 

Fonte: http://bit.ly/2V4ojRp