Fusão entre Fiat e Peugeot cria o 4º maior conglomerado automotivo

Até março deste ano, duas gigantes do ramo automobilístico estarão unidas numa só bandeira, em negócio de mais de R$ 250 bilhões. A italiana Fiat e a francesa Peugeot já estavam namorando há algum tempo, mas só agora foram dados passos decisivos para a fusão, que cria o quarto maior conglomerado do mundo no segmento.

A nova holding, a Stellantis, vai unir na verdade 14 marcas: Fiat, Peugeot, Citroën, Jeep, Chrysler, Alfa Romeo, Dodge, Opel, Ram, Maserati, Vauxhall, Lancia, Abarth e DS. E isso era um dos grandes obstáculos à união - muitos governos alertavam para monopólio de mercado.

Mas a crise causada pela pandemia no setor - que precisou otimizar serviços e cortar custos -, além de várias garantias e concessões dadas principalmente a países da União Europeia, fizeram com que o negócio se tornasse realidade. No Brasil, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a fusão sem restrições.

Nós da Estapar, que amamos cuidar de carros de todas as marcas, estaremos de portas abertas para receber veículos da Stellantis em uma de nossas unidades.