Junho Vermelho: doar sangue salva vidas!

Historicamente, os estoques dos bancos de sangue de hospitais e hemocentros de todo o mundo costumam ficar desfalcados no Outono e no Inverno. Justamente em períodos do ano onde há grande aumento nos casos de infecções, principalmente as respiratórias.

Para reverter esse quadro, em 2014 a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou a campanha Junho Vermelho, para lembrar a todos da importância da doação de sangue durante o ano inteiro. Afinal, esse ato solidário verdadeiramente salva vidas.

Vale ressaltar que devido à pandemia, nos últimos dois anos houve uma queda ainda mais brusca no número de doadores. Com isso, a edição 2002 da campanha torna-se ainda mais necessária para restabelecer e fortalecer o hábito da doação de sangue.

A data de 14 de junho é outra oportunidade para tentar sensibilizar as pessoas a praticar o ato e também estimular quem já doou a fazê-lo novamente. É o Dia Mundial do Doador de Sangue, momento propício para enfatizar que uma única doação é capaz de salvar até quatro vidas.

Infelizmente, ainda não há um substituto para o sangue. E sem estoques adequados, muitas pessoas podem morrer. Como pacientes que precisam de transfusão devido a cirurgias ou aqueles acometidos por doenças que precisam de sangue periodicamente.

Como um hub de mobilidade, não podemos esquecer também dos que precisam de doação devido a acidentes no trânsito. No mês passado, o Maio Amarelo nos lembrou dos milhares de feridos em colisões ou atropelamentos ocorridos todos os anos.

Portanto, se puder, doe sangue. É uma prática de amor ao próximo!