Mobilidade alternativa em adaptação: novas regras tiram patinetes das ruas

Nas últimas semanas, os usuários paulistanos e empresas dos famosos e recentes patinetes elétricas tiveram que começar uma fase de adaptação. Segundo um decreto provisório publicado pela Prefeitura de São Paulo em 14 de maio, novas regras estão em voga e regulamentam o uso dos veículos alternativos e as atividades das empresas que prestam o serviço.

As mudanças atingiram os usuários com a restrição das áreas de circulação, a adoção de velocidade máxima permitida e a obrigatoriedade de equipamentos de segurança. Para as empresas, a Prefeitura de São Paulo passou a exigir um cadastro para operar na capital.

No último fim de semana, as empresas que não obedeceram às exigências da Prefeitura começaram a sofrer as primeiras consequências. Segundo a Grow, empresa que controla os serviços da Yellow e da Grin, 557 veículos foram removidos das ruas pela prefeitura em uma ação considerada truculenta pela empresa e por apoiadores dos transportes alternativos.

A Estapar apoia o uso das patinetes elétricas e outras iniciativas inovadoras que transformam o modo de circular pelas cidades e trazem soluções reais para a mobilidade e para a preservação do meio ambiente.