MOBILIDADE URBANA: CICLOFAIXAS VS. CICLOVIAS

A mobilidade urbana tem chamado a atenção para o uso de veículos mais sustentáveis que cumprem as mesmas funções dos modelos tradicionais. As bicicletas, por exemplo, são alternativas conscientes e benéficas para o meio ambiente que estão se popularizando cada vez mais nas cidades grandes. Nesse cenário, muito se fala sobre as ciclovias e ciclofaixas. Mas, afinal, você sabe diferenciá-las?

Ambas destinam um espaço para o tráfego de bicicletas. No entanto, a ciclovia tem uma delimitação física, impedindo o contato da bike com os outros veículos na pista, como carros e caminhões. Essa separação pode ser feita por meio de uma grade, mureta ou outros tipos de isolamento, visando a proteção do ciclista, principalmente em avenidas e locais mais movimentados.

á a ciclofaixa não possui limitação física. Nesse caso, costuma haver uma faixa, “olhos de gato” ou “tartarugas” separando a área do asfalto. É comum em lugares onde o trânsito é mais tranquilo e mais econômica que a primeira.
 

Visando a qualidade de vida, a Estapar conta com 200 bicicletários em algumas de suas unidades e, ainda, acredita que a micromobilidade é uma importante solução de mobilidade urbana. Para saber mais sobre esse conceito, clique aqui