Novos prédios de SP deverão ter pontos de recarga para elétricos

A cidade de São Paulo colocou em prática uma lei municipal inovadora. Desde o último dia 31 de março, todos os novos edifícios em construção na capital paulista estão obrigados a instalar pontos de recarga para carros elétricos e híbridos plug-in.

A regra vale para os novos projetos residenciais e comerciais protocolados a partir da vigência da Lei Municipal 17.336/2020. O texto não define quantos pontos de recarga devem ser implantados, mas eles devem obedecer às normas técnicas brasileiras.

Outra exigência é a medição individualizada. A cobrança da energia consumida por cada usuário será feita de acordo com a tarifa praticada pela concessionária de eletricidade do local. Isso é possível com o uso de aplicativos de identificação.

Nós da Estapar acreditamos que a iniciativa é bem-vinda e pode estimular a médio prazo a substituição de parte da frota movida por combustíveis fósseis.

Nesse sentido, a Estapar vem investindo em pontos de recarga. Ao lado da Enel X, está criando a primeira rede semi-pública de carregamento de veículos elétricos e híbridos do país - a Ecovagas. Serão 250 estações em 100 pontos de 23 cidades do país. Saiba mais aqui


Vale lembrar que carros elétricos são menos poluentes, mais silenciosos e têm consumo de energia muito mais eficiente. Além disso, seus custos de abastecimento são menores, assim como a manutenção e consertos. Clique aqui para acessar a íntegra da nova lei =>
http://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/lei-17336-de-30-de-marco-de-2020