Vias Subterrâneas: Alternativa para Desafogar o Trânsito no Futuro?

Um futuro apocalíptico pode ter diversos desfechos e, muitas vezes, a imagem que livros e filmes nos remetem é de locais desolados pelo aquecimento global, com um nível de poluição avassalador e capaz de afastar as pessoas dos centros urbanos de grandes cidades.

A superpopulação humana é um tema bastante discutido, mas algo que ainda se discute em menor escala é o risco eminente de uma superpopulação de veículos em cidades.

Só para contextualizarmos em números, em São Paulo, existem 7.4 veículos para cada 10 habitantes, já no Distrito Federal, são quase 1.7 milhões de veículos nas ruas, para uma população de 3 milhões de habitantes. No Brasil, como um todo, existem 45 milhões de automóveis (e aqui estamos falando apenas de veículos leves, caminhões e ônibus) e crescendo.

No mundo os dados são ainda mais estarrecedores: mais de 2 bilhões de unidades em pleno funcionamento, e com um alto índice de crescimento anual. Estudiosos e cientistas já preveem que, até 2035, e exponencialmente falando, esse número seja duplicado.

Muito se sabe que, apenas na cidade de São Paulo, a cidade com maior número de automóveis no país, os carros representam 72,6% da emissão de gases efeito estufa, já pensou o que isso representa para o mundo?

Não só pensando no fator “poluição”, mas em como evitar um colapso de tráfego no futuro, muitas cidades já veem implementando soluções de vias subterrâneas como um modo de desafogar o fluxo em grandes centros.

Um dos modelos mais seguidos no mundo é o PATH, sistema de túneis subterrâneos criado em Toronto, no Canadá, e que apresenta resultados pontuais para o trânsito local. O PATH conta com 30 km de túneis e vias, interconectando mais de 50 prédios, restaurantes, e locais estratégicos da cidade, como o metrô e pontos turísticos. O local conta com estabelecimentos de todos os tipos: lojas, academias, mercados, restaurantes, cinema, estacionamentos, lavanderias, clínicas médicas e todo o trajeto pode ser feito a pé, também, dando a impressão de estar em um imenso shopping center.

A Boring Company, empresa de Elon Musk, já tem um protótipo de projeto aprovado e em andamento em Hawthorne, próximo a Los Angeles, nos EUA, com o primeiro túnel para transporte subterrâneo em alta velocidade, a ideia é que os túneis sejam povoados com veículos autônomos e um tanto futuristas, o que pode mudar quaisquer previsões apocalípticas de uma superpopulação automotiva e sem solução.

Será essa a solução do trânsito no futuro? A Estapar acredita em soluções sustentáveis para a mobilidade urbana mundial, e essa ideia pode sim ser uma solução viável.