Já ouviu falar em micromobilidade?

Se você já andou de patinete ou de bicicleta, ou fez uso de qualquer meio de transporte individual e alternativo para seu lazer, ou mesmo para se locomover até seu local de trabalho, você está prestes a descobrir o que o termo significa.

O uso da palavra “micromobilidade” é algo bastante novo, sendo citada pela primeira vez, em 2017, pelo empresário tech, Horace Dediu, durante o Tech Festival em Copenhagem.

Há 2 anos, o termo em si definia veículos que pesavam menos de 500kg, eram acionados por um motor elétrico e utilizados prioritariamente para o transporte de pessoas. Essa era uma reposta inicial para a produção de carros elétricos que se tornariam uma solução muito mais sustentável aos carros convencionais, pesados, barulhentos e extremamente poluentes.

Com o tempo, o conceito se estendeu também para patinetes e bicicletas elétricas, que atualmente são amplamente alugados e utilizados em grandes cidades.

A micromobilidade é vista como uma solução de mobilidade urbana para os tempos atuais, tendo em mente que isso não se resume apenas ao transporte em si, mas sim às relações entre as estruturas das cidades e as pessoas que utilizam esses meios de transporte.

É por isso que nós da Estapar, líder no setor de estacionamentos, também acreditamos que as alternativas de micromobilidade são de extrema importância para os grandes centros urbanos, pois contribui diretamente com o aumento da qualidade de vida das pessoas.